sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

RESENHA: KEN PARKER - 64 SILÊNCIO BRANCO - 65 OS SELVAGENS



64 - SILÊNCIO BRANCO
SINOPSE:
Ken Parker e seu novo amigo, Kamoose, ainda em fuga pelas terras nevadas, se vêem às voltas com uma bela dançarina, que mata um conhecido deles durante uma tentativa de estupro muito mal explicada.

As evidências do acontecido não são conclusivas, e Kamoose culpa a mulher pela morte do amigo.

-x-

Parece que a agência nunca vai esquecer o nosso herói, e Ken Parker  realmente não pode dormir no ponto.

A trama também ilustra que cada escolha na vida, como sempre, gera consequências, muitas vezes com efeitos irreversíveis.

A partir daqui, a Editora Mythos assina a publicação de 18 edições brasileiras de Ken Parker, sendo que alguns números, como esse primeiro, trazem duas histórias.

NOTA 8
------------------------------------

65 - OS SELVAGENS 
SINOPSE:
Arrasado pelos últimos acontecimentos da aventura anterior, onde se sente responsável pela morte de Kamoose e pelos seus sentimentos dúbios pela perseguidora assassina, Ken Parker fica doente dos pulmões, e amargurado, é cuidado por uma família índia.

Uma menina branca, é criada por essa família, e infelizmente, existe uma recompensa por uma outra menina desaparecida. Isso atrai um grupo truculento de homens, que mesmo sabendo porfim não ser a mesma criança, resolve ganhar a recompensa assim mesmo, e para isso, resolvem massacrar a família.

Ken Parker, ausente no momento da matança, vai enfurecidamente atrás dos monstros, para buscar a menina.

-x-

Nesse episódio, vemos mais uma vez um implacável Ken Parker, em "modo-caça" violento, onde ele sozinho "cerca" um grupo de marginais, que vai eliminando sem piedade, tudo em nome do resgate de uma inocente.

Temos também a oportunidade de ver que nosso herói ainda é bastante humano, pois sofre, erra, adoeçe, e mesmo em combate, não parece nada indestrutível.

Nota 8

Para ler somente postagens filtradas com KEN PARKER, clique aqui embaixo ao lado de "Marcadores" em "Ken Parker"