terça-feira, 22 de janeiro de 2013

RESENHA: KEN PARKER 38 - O POETA



SINOPSE:
Ken Parker é contratado para ajudar (e competir) com um violento homem "da lei" a limpar a cidade e os arredores de bandoleiros e assaltantes.

-x-

Mais um personagem muito interessante nos é apresentado nessa trama. Violentíssimo e ao mesmo tempo tão comum, alterna sua vida de casado normal com caçadas e coações a perigosos bandidos, que diante dele nem parecem tão perigosos assim.

Ken Parker, como sempre mantém o foco e mostra que sabe usar a cabeça como ninguém.

Como em outras passagens anteriores, Berardi dá claramente a entender que nosso herói é de algum modo bem-dotado mentalmente, já que sem estudo algum, demonstra inteligência invejável, que mesmo sua vida agitadíssima e tão diversificada jamais possibilitariam tanta experiência em tão poucos anos.. 

NOTA 9