terça-feira, 22 de janeiro de 2013

RESENHA: KEN PARKER 36 - DIREITO E AVESSO



SINOPSE:
Mais uma vez confundido com um assassino, Ken Parker foge junto com travesti, que o ajuda a solucionar a misteriosa trama de inesperado final.

-x-

Muito bom argumento, onde nem em sonho desconfiamos o que vai acontecer. É muito divertido ver nosso herói fugir travestido.

Aqui ele faz um novo e verdadeiro amigo, um travesti inteligente e sensível, que o ajuda a investigar o caso.

Percebemos agora, muitos anos depois que o decorrer dessa trama tem o mesmo "sabor" e estilo de algumas tramas de Júlia Kendall, do mesmo genial Berardi, provando seu bom punho, alternando momentos de comédia, ternura e extrema violência. 

NOTA 9