quinta-feira, 3 de abril de 2014

RESENHA:O EXTERMINADOR DO FUTURO 2 - O DIA DO JULGAMENTO - 1991

BLU-RAY SKYNET EDITION - UMA GRANDE EDIÇÃO. CLIQUE PARA ZOOM

O EXTERMINADOR DO FUTURO 2 - O DIA DO JULGAMENTO - TERMINATOR 2 - THE JUDGEMENT DAY - 1991

SINOPSE:
Sarah Connor (Linda Hamilton), internada num manicômio, revive o pesadelo do exterminador, quando outro robô (Robert Patrick), um T-100 de metal líquido transmorfo, mais avançado e mais mortífero ainda, vem do futuro para eliminar seu filho adolescente, John Connor (Edward Furlong), futuro líder da resistência humana na guerra contra as máquinas.

Um outro ciborgue, o antigo modelo do filme anterior T800 (Arnold Schwarzenegger) é enviado pelo John Connor do futuro para evitar a matança e consequentemente salvar a espécie humana.

VIAJANTE DO TEMPO

Em meio ao conflito, Sarah, John e o T800 tentam destruir todos os dados referente ao chip do exterminador eliminado no primeiro filme.

Esse chip é a tecnologia futurista que acelera o processo de dominação das máquinas no futuro, por isso o empenho para eliminar todos os dados sobre ele, antes do dia do julgamento final em 29 de agosto de 1997, que é quando haverá uma deflagração nuclear generalizada, eliminando quase toda a raça humana, provocada pela Skynet, que é a nossa internet com consciência adquirida.


T-800 EM ENDOESQUELETO

O confronto entre os ciborgues será implacável e violento, causando muita destruição e mortes pela cidade afora.

-x-

Obra-prima de James Cameron, conseguiu a proeza de fazer uma continuação melhor que o filme original, o que parecia impossível.

O filme é quase um remake, mas bastante melhorado, agora que Cameron reuniu condições financeiras ideais, possibilitando assim, uma excelente amarração com o primeiro filme.


RESGATE QUASE IMPOSSÍVEL!

O filme tem um número incomum de cenas antológicas, todas primorosamente concebidas para montar uma obra simplesmente perfeita!

A história é muito bem bolada, e evita absurdos e erros comuns a filmes de ficção-científica, ainda mais envolvendo viagens no tempo.


DETONAÇÃO TERMONUCLEAR

Mesmo que um expectador desavisado assista ao filme sem entender ou gostar de histórias complexas de ficção-científica, ele ficará preso à poltrona pela quantidade generosa de cenas de ação e pirotecnia.

James Cameron colocou o máximo de peripécias possíveis num filme sem cair no exagero, apesar que as cenas em si, cada uma delas, são em sua maioria "over", para deleite dos fãs do cinema de ação.




Os efeitos digitais, caríssimos na época, ainda hoje se sustentam, não entregando em nada a idade de um filme de 1991.

Considero definitiva, a versão estendida do blu-ray, onde muitas cenas relevantes são acrescentadas ao filme, aumentando sua duração em 16 minutos (oba!).


T-1000 MANDANDO BALA!

Nessas cenas extras, vemos Sarah sendo espancada por dois auxiliares médicos, forçando-a a tomar remédio "sossega-leão", vemos também Sarah sonhando/delirando com Kyle Reese, seu grande amor, e pai de John, além de várias cenas a mais de diálogos entre os personagens. 

Mas, uma cena em especial, precisa ser desbloqueada no blu-ray, que é tipo "What if", uma cena de um final alternativo de uns 4 minutos, que invalidaria o terceiro filme da série. Para assistir, digite data do dia do julgamento (29/08/97) no formato inglês: 82997.


T-1000 EXTERMINANDO

Aliás, a versão "Skynet Edition" do blu-ray é uma celebrada edição, recheada de extras, um dos melhores bds já editados, que os fãs guardam em cofres.

NOTA: 11