sexta-feira, 12 de outubro de 2012

RESENHA: BLUEBERRY 01 - FORTE NAVAJO

Álbum 01 - Fort Navajo (Charlier e Giraud / 1965)

Sinopse:
Na região do Arizona, próximo à fronteira do Novo México, um menino é sequestrado durante um massacre pelos índios, deixando um clima de guerra iminente.

Logo o Tenente Blueberry se vê lutando para evitar mais massacres ainda, pois descobre que não são os Apaches os autores das atrocidades, e sim um grupo mexicano de Mescalleros disfarçados de índios.

O exército, comandado por oficiais na maioria truculentos e racistas, logo se prepara para a violenta e definitiva ofensiva, contra o povo indígena inocente, dando muito pouco tempo para que Blueberry e seus amigos possam agir para evitar um genocídio.

-x-

Nessa aventura inicial, a primeira de um arco que vai até o número 6, logo conhecemos o bom caráter do Tenente Blueberry, que apesar de jogador, beberrão e da aparência relaxada, é um verdadeiro herói, que realmente se preocupa com a justiça e tende a agir pondo a própria vida em risco, valendo-se para isso de sua incomum inteligência e agudeza de espírito, sua principal vantagem num mundo de brutalidade e violência.

Vários personagens interessantes ajudam a compor uma trama muito bem amarrada.

Alguns amigos de Blueberry, como Craig e Crowe, ambos também tenentes, são também valorosos e heróicos tanto quanto ele, e são também decisivos no desenrolar da história.

Os personagens índios também são muito bem construídos, sem estereótipos irreais e baratos, tudo sempre respeitando a inteligência do leitor.

Quando terminamos de ler, o registro é de uma grande aventura indistinta dos grandes filmes do gênero. Um clássico!


NOTA: 09

Para ler somente postagens filtradas com BLUEBERRY, clique aqui embaixo ao lado de "Marcadores" em "blueberry"