sexta-feira, 19 de julho de 2013

RESENHA WW2: 18 - O RESGATE DO SOLDADO RYAN







O RESGATE DO SOLDADO RYAN

SINOPSE
Um grupo de soldados é destacado para resgatar o quarto irmão de uma família já massacrada pela guerra, já que os três primeiros morreram em combate.

A tarefa é árdua, já que não se sabe em que parte da França ocupada o tal soldado Ryan se encontra, e é preciso muita luta para cumprir tamanha tarefa...

-x-

É como se fosse uma refilmagem de O MAIS LONGO DOS DIAS, porém focando um momento menor.

É simplesmente o filme de guerra mais espetacular que já vi, e por enquanto é meu favorito.

E de pensar que na época da estréia, eu criticava o Spielberg por fazer um filme com um nome desses, em vez da sequência do Indiana Jones. Mal sabia eu que criticava um dos maiores filmes já feitos.

A cena inicial, que mostra o desembarque dos soldados nas praias da Normandia, é alucinantemente selvagem, e acho que é quase impossível de superar por algum outro filme, sem descambar para o grotesco.

É simplesmente perfeita! Spielberg é um gênio de fato, ao encarar tão complexa tarefa, se bem que ele traz bastante experiência de outros filmes grandiosos em seu currículo atípico.

Mas mesmo esquecendo o início sangrento, o filme tem várias cenas imperdíveis, sendo também o combate contra o pelotão nazista com o tanque e a batalha na ponte, cenas para entrar nas melhores listas.

E como se não bastasse, o derradeiro final é tão emocionante que poucos não engolem seco ou mordem os lábios para disfarçar um choro que se aproxima... LINDO DEMAIS!


Nota 10

Para ler somente postagens da maratona WW2, clique aqui embaixo ao lado de "MARCADORES" em "WW2"