quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

RESENHA: KEN PARKER 58 - GREVE



SINOPSE:
Infiltrado para capturar agitadores numa indústria têxtil, Ken Parker se envolve com os diversos personagens que, longe de serem meros baderneiros, apenas lutam para evitar a exploração e a miséria.

Aos poucos, fatores incontroláveis direcionam a trama a um desfecho trágico.

-x-

Praticamente uma denúncia de como é fácil o mais fraco ser esmagado pelo mais forte, mesmo em ambiente dito civilizado.

Aqui vemos um tipo de escravidão que até hoje existe pelos países afora, nos dando a perspectiva de quanto se precisa evoluir ainda as relações trabalhistas.

É claro que naqueles tempos a coisa era pior, mas ainda nos dias de hoje, certamente muitos leitores já testemunharam pela mídia (e até ao vivo) a abusos semelhantes.

NOTA 9